Página 1 de 22
1 2 3 22
Brisson – Platão e platonismo

Tag: Brisson

  • Caeiro (Arete:68-72) – aitia

    Podemos encontrar uma caracterização desta investigação no Fédon. Procura-se, aí, pôr a descoberto a «causa fundamentalmente responsável» (aitia) por cada coisa, tanto no plano físico como no plano prático . Em vista tem-se o apuramento do sentido que articula as mais diversas situações pelas quais o humano pode passar (praxis). Isto é, um saber daquilo…

  • Brisson (Menon) – Apresentação do Mênon

    Ménon, qui appartient à la noblesse thessalienne, interroge Socrate de la façon suivante : «Peux-tu me dire, Socrate, si la vertu s’enseigne ? » Sans le savoir, il soulève deux questions philosophiques fondamentales : en quoi consiste l’excellence humaine et comment l’acquérir ? La question de la vertu touche en effet à ce qui peut…

  • Demodocos ou Sobre a deliberação (380a-381a)

    [BRISSON, Luc (dir). Platon. Oeuvres complètes. Paris: Flammarion, 2012, p. 298] Logo, você me convida, Demodocos, para me juntar a vocês para falar sobre os assuntos sobre os quais vocês se reuniram para deliberar. Agora, me ocorreu considerar que significado pode ter seu encontro, a ânsia daqueles que se afiguram os dar seu conselho e…

  • Alcíone [Alcyon]

    [BRISSON, Luc (dir). Platon. Oeuvres complètes. Paris: Flammarion, 2012, p. 62-63] Este diálogo não se encontra em todos os manuscritos de Platão. No século III dC Diógenes Laércio o considera como inautêntico, mas originário da Academia de Platão. Assim começa… Chéréphon – O que é, Sócrates, este canto que tocou nossos ouvidos? Ele vem de…

  • Fédon (Brisson)

    [BRISSON, Luc (dir). Platon. Oeuvres complètes. Paris: Flammarion, 2012, p. 1171-1172] Embora nos faça testemunhar a morte de Sócrates, o Fédon não é uma tragédia. Porque antes de beber o veneno, Sócrates falou o dia todo com seus seguidores, como só ele sabia fazer. Ele falou da morte, não da sua morte, ele não se…

  • Platão: Eros – relato de Diotima

    Excerto de BRISSON, Luc. Platon. Le Banquet. Paris: GF-Flammarion, 2007, p. 142-143 É uma história muito longa, [203b] ela [Diotima] respondeu [a Sócrates]. No entanto, vou contá-la a você. Você deve saber que, no dia em que Afrodite [filha de Zeus e Dione] nasceu, os deuses estavam celebrando; entre eles estava o filho de Metis…

  • Timeu (47a-47c) – sensação, ponto de partida incontornável

    Excerto de Timée, 47a-47c, trad. L. Brisson, GF-Flammarion, 1996, p. 143-144. (Versão em espanhol) […] De fait, à mon avis, la vue a été créée pour être, à notre profit, la cause de Futilité la plus grande ; en effet, des discours que nous sommes en train de tenir sur l’univers, aucun n’eût jamais pu…

  • Gêneros do Ser

    Segundo Brisson & Pradeau (2002 p. 130), Plotino no Tratado-2 dialoga com os estoicos em sua distinção de quatro “gêneros primeiros” de ser. Os estoicos distinguiam quatro “gêneros primeiros” do ser, no sentido que só os corpos são seres. Trata-se do ser subjacente (hypokeimenon), quer dizer da substância; do ser qualificado (poion), quer dizer da…

  • Matéria sem qualidade

    Segundo Brisson & Pradeau (2002 p. 128), a tese segundo a qual a matéria é sem qualidade é frequentemente repetida nos tratados; ver principalmente as menções que disto faz o Tratado-12. Os estoicos diziam da matéria que ela é “sem qualidade”: ela é um princípio passivo e indeterminado, que recebe o conjunto de suas determinações…

  • Corpo e Átomo

    Segundo Brisson & Pradeau (2002, pg. 128), de maneira muito alusiva, é a definição da alma por Epicuro combatida por Plotino. Epicuro diz que a alma “é um corpo composto de finas partes”; tão finas que, repartidas no conjunto do agregado que é o resto do corpo, elas estão em simpatia com ele (Carta a…