Página 1 de 2
1 2
Antonio Mesquita – Platão e platonismo

Categoria: Antonio Mesquita

  • agnoia

    O «o que é», como pergunta e como resposta, como questão orientadora do saber e como sua caracterização última, assume pois uma absoluta radicalidade no pensamento platônico, radicalidade que não é só, como vimos, de exigência especulativa, mas também, e talvez principalmente, de coerência e de sentido para a vida. Só que esta radicalidade da…

  • sophrosyne

    No Cármides, através da própria definição da σωφροσύνη como «saber do saber e do não saber» (ἐπιστήμην ἐπιστήμης καὶ ἀνεπιστημοσύνης, 169b) e de toda a discussão em que aporética e enigmaticamente intervém. NOTA: O caráter platônico desta definição tem sido questionado. Os principais motivos para tal prendem-se fundamentalmente com o fato de ela vir a…

  • eidenai

    I) Gr. Eidénai, theôreîn, espístasthai 1) eidénai: conhecer, saber. Raiz (w)eid- Sanscr. védah (conhecimento), vêtti (ele sabe), vid-ma (nós sabemos), etc. Raiz no grau e: (w)eidénai, (w)eidos Raiz no grau o: (w)oida Raiz no grau zero: (w)idem, (w)idéa, (w)ístôr (beócio: o que sabe). Em latim, só no grau zero: vidêre (improdutivo na área semântica de…

  • andreia

    gr. andreía (he): coragem. Latim: fortitudo. Feminino substantivado do adjetivo andreios: masculino, viril, derivado de anér (gen. andrós): o homem masculino. Andreía é, em primeiro lugar, a coragem do guerreiro, bravura, valentia. Tornou-se depois virtude interior de força para o bem. [Gobry] Como veremos o sentido da ἀνδρεία não é de maneira nenhuma só coragem,…

  • Mesquita (Platão:72) – o que é

    Acabados de ver a importância e a centralidade que o saber assume na primeira fase da reflexão platónica e o modo como ele se vincula à questão «o que é», quer como projecto determinado que assim se explicita, quer como, ele próprio, determinação fundante daquilo que é, resulta claro que o imperativo perguntar por «o…

  • estin

    […] o que se poderia entender aqui por «existir»? Ser indeterminadamente, i. e., «haver»? Ou ser segundo uma particular qualificação, a saber, ser «na realidade»? No primeiro caso, tudo é: a mesa, a árvore, mas também o unicórnio e o centauro, em suma, tudo o que sob qualquer modalidade pode ser ou ser pensado como…

  • Mesquita (Platão:375-376) – chora

    «Pura materialidade» só poderia, no entanto, significar para Platão, como já vimos, o «puro lugar» (χώρα); e a χώρα constitui para ele a pura condição, no sentido próprio do que constitui algo no seu caráter condicionado, i. e., a pura relativização, desprovida de toda a consistência própria e de toda a realidade, porque nada é…

  • ti esti / idea

    Tudo radica na consideração: só há saber, diz Sócrates, quando se sabe o que é; mas, se assim é, também só há, em particular, saber das coisas belas (e. g., dos belos discursos) quando se sabe o que é o belo (287be). Ora, a esta luz, torna-se necessário, como vimos, introduzir uma distinção entre «o…

  • agnoia

    O «o que é», como pergunta e como resposta, como questão orientadora do saber e como sua caracterização última, assume pois uma absoluta radicalidade no pensamento platônico, radicalidade que não é só, como vimos, de exigência especulativa, mas também, e talvez principalmente, de coerência e de sentido para a vida. Só que esta radicalidade da…

  • Mesquita: didonai logon (dar razão)

    A noção de didonai logon havia já sido encontrada, com uma ocorrência bastante frequente, no âmbito dos diálogos do primeiro período. Voltamos agora a encontrá-la, ainda com muita frequência, mas com um sentido mais determinado, no quadro dos diálogos do segundo e do terceiro períodos. A sua emergência dá-se sempre no contexto de uma explicitação…